Acesso ao principal conteúdo
Angola

3 mil pessoas morrem anualmente nas estradas de Angola

Cartaz de prevenção na estrada da www.estradaviva.org
Cartaz de prevenção na estrada da www.estradaviva.org DR

Neste dia em memória das vítimas de acidentes de viação, Angola, é um dos países que assinala esta efeméride, tendo em conta que de ano para ano, vem aumentando o numero de mortos e feridos, nas estradas do país.

Publicidade

Segundo estatísticas da Polícia Nacional Angolana, mais de 3 mil pessoas morrem todos os anos, nas estradas no país, vítimas de acidentes de viação. Este ano registou-se um aumento do número de vítimas em relação ao ano anterior, sublinharam as autoridades policiais.

 

Aliás, a sinistralidade nas estradas angolanas, constitui a segunda causa de mortalidade em Angola, logo a seguir à malária.

 

Entre as medidas de prevenção adoptadas pelas autoridades angolanas, consta uma campanha nacional de educação rodoviária, para esclarecer as pessoas sobre os riscos que correm nas estradas quando as regras do código de estrada e de boa conduta não são respeitadas.

 

De Luanda, o nosso correspondente, Avelino Miguel.

 

De notar que o dia mundial em memória das vítimas da estrada, foi criado pela Assembleia geral das Naçoes Unidas, em 2005, e desde então, vem sendo assinalado, cada vez mais, por um crescente número de países em todo o mundo.

 

Na sua mensagem  deste ano, o Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon, lamentou que os acidentes de estrada sejam a primeira causa de mortalidade entre os jovens, nomeadamente, na faixa etária compreendida entre os 15-29 anos.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.