Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Erupção do vulcão da Ilha cabo-verdiana do Fogo chega ao fim

Deslocados por causa da erupção do Pico do Fogo
Deslocados por causa da erupção do Pico do Fogo Odair Santos/RFI

O Observatório Vulcanológico da Universidade de Cabo Verde anunciou ontem ter chegado ao fim a erupção na vulcão do Pico do Fogo no passado dia 8 de Fevereiro.

Publicidade

Após 77 dias, o Observatório Vulcanológico da Universidade de Cabo Verde (OV/Uni-CV) considera que a erupção terminou no dia 8 deste mês de Fevereiro visto que nesse dia se registaram as últimas emissões de gases e lava.

O vulcão, cuja erupção começou no dia 23 de Novembro passado naquela ilha do Sotavento cabo-verdiano, entrou assim numa fase de aparente acalmia.

Porém, nas últimas 24 horas, verificou-se que o magma não está completamente parado, segundo disse, em entrevista, a João Matos, Bruno Faria, Chefe de Departamento, do Instituto  Nacional de Meteorologia e Geofísica de Cabo Verde, sublinhando, que as probabilidades de nova erupção são baixas mas não nulas.

De recordar que resta por resolver a situação dos mais de mil deslocados de Chã das Caldeiras que continuam em alojamentos provisórios, uma localidade com alto indíce de produtividade agrícola nomeadamente através da actividade vinícola ligada ao famoso vinho do Fogo.

A fase da reconstrução seguir-se-à e para tal a questão dos fundos é central. De referir que uma das actividades de angariação será o jogo particular entre as selecções cabo-verdiana e portuguesa de futebol a realizar no próximo dia 31 de Março em Portugal, no Estoril, e e cujas receitas reverterão a favor dos deslocados.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.