Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Assassinato de constitucionalista moçambicano relança o debate em torno da intolerância política

Áudio 06:51
Constitucionalista Gilles Cistac assassinado em Maputo nesta manhã de 3 de Março de 2015
Constitucionalista Gilles Cistac assassinado em Maputo nesta manhã de 3 de Março de 2015 DR

Moçambique está em estado de choque na sequência do assassinato esta manhã de Gilles Cistac, conhecido constitucionalista que ultimamente andava a ser atacado nas redes sociais e em certos meios de comunicação social por considerar não existirem entraves constitucionais para a criação de províncias autónomas, uma ideia defendida pela Renamo, na oposição. Em entrevista à RFI, Custódio Duma, presidente da Comissão Nacional dos Direitos Humanos em Moçambique diz-se chocado e refere não ter expectativas de ver esse caso esclarecido.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.