Acesso ao principal conteúdo
Angola

Polícia Angolana Prendeu Líder de Seita Religiosa

Importante dispositivo da polícia angolana em Luanda, a 23 de novembro de 2013.
Importante dispositivo da polícia angolana em Luanda, a 23 de novembro de 2013. AFP PHOTO / ESTELLE MAUSSION

Numa operação especial, a polícia angolana, acabou por prender, o líder da seita religiosa, Sétimo Dia a Luz do Mundo, José Julino Kalupeteca, após a morte de 9 pessoas, entre as quais 8 polícias, na quinta-feira, no Huambo.

Publicidade

Terminou, este sábado, 18 de abril, a caça ao líder da seita religiosa, Sétimo Dia a Luz do Mundo, o Pastor José Julino Kalupeteca, cujos fiéis, receberam a tiro, na quinta-feira, no município de Caála, no Huambo, a polícia angolana.

 

A polícia angolana tinha um mandado de captura contra o Pastor Kalupeteca, cuja seita religiosa, foi proíbida, com outras seitas e igrejas, este ano, no Huambo, pelas autoridades, por não respeitarem regras sociais e culturais.

 

No caso da seita, Sétimo Dia a Luz do Mundo, o seu  líder José Julino Kalupeteca, incita as pessoas a não vacinar as crianças e não inscrevê-las em escolas públicas.

 

O Sétimo Dia a Luz do Mundo, que é um ramo em cisão, da Igreja Adventista do Sétimo Dia, defende que as crianças não precisam de ir à escola, porque Jesus Cristo, não sabia ler e escrever, ao mesmo tempo que prepara os seus fiéis, para o fim do mundo, em dezembro, de 2015.

 

O Partido no poder, MPLA, emitiu, entretanto, um comunicado, afirmando que encontrou material de propaganda da UNITA, na posse dessa seita, Sétimo Dia a Luz do Mundo, dizendo que há relações entre a seita e o principal partido da oposição.

 

A UNITA, reagiu, imediatamente, desmentindo, estas acusações e condenando mesmo, as práticas da seita, Sétimo Dia a Luz do Mundo. A seita está implantada nas províncias do Huambo, feudo histórico da Unita, em Benguela e Bié, no centro-sul de Angola.

 

De Luanda, o nosso correspondente, Avelino Miguel.

 

 

Gostou deste artigo? Quer ouvir o Convidadocom mais desenvolvimentos sobre a matéria? 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.