Acesso ao principal conteúdo
CABO VERDE

Incêndio ainda lavra na Ilha cabo-verdiana do Fogo

DR

Cerca de 70 por cento dos 850 hectares que constituem o perímetro florestal de Monte Velha, na ilha do Fogo foram consumidos pelo incêndio que deflagrou nas zonas altas do município dos Mosteiros, no último fim-de-semana. O fogo ainda não está totalmente extinto, estando neste momento no terreno um grupo de 50 militares no trabalho de combate ao incêndio, juntamente com a protecção civil. 

Publicidade

De acordo com alguns produtores para além de destruir parte da floresta, o incêndio, afectou plantações de café, fruteiras, terrenos agrícolas e alguns bovinos morrem no local. As autoridades ainda não contabilizaram os prejuízos.

O presidente da Câmara Municipal dos Mosteiros, Carlos Fernandinho Teixeira, em declarações à imprensa, na ilha do Fogo mostrou-se desolado com a destruição ocorrida nas zonas altas dos Mosteiros e no perímetro florestal de Monte Velha.

No início da semana, o autarca dos Mosteiros voltou a exigir a instalação de um serviço de protecção civil na ilha do Fogo.

Também, o líder do maior partido da oposição, o MpD, Ulisses Correia e Silva disse que pelas características  da ilha  do Fogo a protecção civil deve ser a prioridade das prioridades.

Todos anos nas zonas altas dos Mosteiros e no perímetro florestal de Monte Velha registam-se incêndios com alguma proporção Este último incêndio deflagrou quando um agricultor preparava o café, com as chamas a se propagaram rapidamente. O Suspeito já foi apresentado ao Tribunal e está sob termo de Identidade e Residência.
 

Confira aqui a crónica de Odair Santos, em Cabo Verde.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.