Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

Ministros da Defesa da CPLP reforçam cooperação em São Tomé

Logótipo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa
Logótipo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa DR

Decorreu esta terça-feira, em São Tomé, a décima sexta reunião dos ministros da defesa da CPLP. São Tomé e Príncipe lançou o repto para que o Atlântico Sul seja uma zona de paz e segurança, potencializando as vantagens comparativas dos países da CPLP.

Publicidade

O repto foi lançado pelo ministro são-tomense dos negócios estrangeiros e comunidades, Salvador Ramos, que presidiu na cidade de São Tomé a sessão de abertura da décima sexta reunião dos ministros da defesa da CPLP.

O Ministro são-tomense da defesa e mar, Carlos Stock, realçou a importância deste fórum para o reforço e a afirmação nas áreas da defesa e segurança dos países de língua portuguesa.

Aguiar Branco, ministro português da defesa apontou as áreas da formação, saúde e de operações de paz como prioritárias do próximo ciclo de parceria no domínio da defesa e segurança.

Com esta décima sexta reunião, São Tomé e Príncipe assume a presidência rotativa dos ministros da defesa deste bloco de países.

Mais pormenores com o nosso correspondente em São Tomé, Maximino Carlos.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.