Acesso ao principal conteúdo
Convidado

A França prevê acolher 10 mil migrantes suplementares

Áudio 06:20
Em Ventimiglia, na fronteira entre a Italia e a França, cerca de 200 migrantes continuam bloqueados e são muitos aqueles que acampam sobre os rochedos junto ao mar.
Em Ventimiglia, na fronteira entre a Italia e a França, cerca de 200 migrantes continuam bloqueados e são muitos aqueles que acampam sobre os rochedos junto ao mar. REUTERS/Eric Gaillard

O governo francês anunciou hoje a criação de 10 mil lugares suplementares para acolher migrantes, o país devendo criar 4000 novas vagas durante 2016. Os 10 mil lugares suplementares correspondem sensivelmente à quota de acolhimento de migrantes proposta à França pela Comissão Europeia. Por outro lado, este plano prevê igualmente um dispositivo para lutar mais eficazmente contra a imigração clandestina, esta nova estratégia surgindo num momento em que a União Europeia está em plena luta intestina sobre a atitude a adoptar face ao afluxo de refugiados. Pedro Viana, chefe da redacção da revista "Migrations et Société" dá o seu ponto de vista.  

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.