Acesso ao principal conteúdo
Angola

Jovens Revolucionários, Presos de novo pela Polícia angolana

Jovens activistas revolucionários angolanos, voltam a ser presos, este sábado, 20 de junho, pela Polícia angolana
Jovens activistas revolucionários angolanos, voltam a ser presos, este sábado, 20 de junho, pela Polícia angolana DR

Forças da polícia angolana, decidiram prender, jovens revolucionários angolanos, como medida de prevenção, alegando, que estavam a preparar acções, para perturbar a a segurança e a ordem públicas, em Angola.

Publicidade

Entre 13 a 20 jovens do MJRA, Movimento de Jovens Revolucionários Angolanos, foram presos, este sábado, 20 de junho, em Luanda, pela polícia angolana, alegando que estava em preparação acções, desse sector da juventude angolana, contra a segurança e ordem públicas, em Angola.

Efectivamente, uma nota distribuída à imprensa, o Serviço de Investigação Criminal, do ministério do Interior de Angola, dava conta de que, este sábado, 20 de junho, "em várias diligências na cidade de Luanda", foram efectuadas detenções, "em flagrante delito de 13 cidadãos angolanos, que se preparavam para realizar actos tendentes a alterar a ordem e a segurança pública do país."

Entre, os jovens detidos, encontram-se nomes conhecidos, como Luaty Beirão, Manuel Nito Alves, Mbanza e Nelson Dibango, entrevistados, várias vezes, pela RFI, mas que estavam, como não podia deixar de ser, incontactáveis, este domingo, 21 de junho.

O portal de informação redeangola.info noticia que Luaty Beirão, Nito Alves e Nuno Álvaro Dala encontram-se detidos na 29ª Esquadra, mas que se desconhece, o paradeiro, dos outros jovens detidos, que estariam a preparar uma manifestação "Buzina Só", para denunciar, a situação poítica e social, em Angola, onde membros desse movimento, MJRA, são recorrentemente, detidos, pela polícia angolana.

Foi o caso recente, por ocasião, do 28 de maio, quando jovens revolucionários foram presos, por exercerem, o seu direito de criticar e de expressão e manifestação, quer em Luanda, quer em Benguela.

Um desses jovens, presos então, em Benguela, Avisto El Frustrado, em entrevista à RFI, solidariza-se, com os camaradas, agora detidos, em Luanda, e reafirma, que o movimento, quer realizar, em breve, uma manifestação de solidariedade e apoio, a pessoas desalojadas, das suas casas, vivendo, actualmente, em tendas, dispersas, por localidadades, de Benguela.

Entretanto, a nível de relações de cooperação, no sector da defesa, entre Angola e a RDC, o ministro angolano da Defesa, João Lourenço, efectua, este domingo, uma visita de trabalho, em Kinshasa, a capital da República Democrática do Congo, para reforçar, um recente acordo de segurança e defesa, assinado entre os dois países.

Mais informações, com o nosso correspondente, em Luanda, Avelino Miguel.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.