Acesso ao principal conteúdo
Mali

Ataque terrorista causa mortos num hotel em Bamako no Mali

Forças policiais em frente ao hotel.
Forças policiais em frente ao hotel. AFP FOTO / SEBASTIEN RIEUSSEC

As forças do Mali libertaram os reféns sequestrados no hotel Radisson Blu de Bamako, anunciou o ministro maliano da Segurança Interna, o coronel Salif Traoré. Há pelo menos 22 mortos e dois terroristas foram abatidos.

Publicidade

Um grupo de homens armados conseguiu penetrar no interior do Hotel Radisson Blu, em Bamaco, utilizando documentos diplomáticos pelas sete horas esta manhã. Mais de 170 pessoas foram feitas reféns.

Um hotel que aliás é o único da capital maliana a dispor oficialmente de guardas armados à entrada.

As forças do Mali libertaram os reféns sequestrados e as operações policiais terminaram. De notar que há pelo menos 22 mortos e que dois terroristas faleceram.

Entretanto os capacetes azuis dizem ter avistado 27 corpos no hotel. Várias nacionalidades estavam presentes no hotel, franceses, norte-americanos, belgas, chineses e indianos entre outras. Aliás fala-se que uma das pessoas abatidas seria belga.

O ataque já foi reivindicado pelo grupo Al Mourabitoun, que está ligado à Al-Qaeda.

Crónica sobre o ataque em Bamako, a capital do Mali.

Em declarações em Paris, à margem de uma reunião sobre a cimeira sobre o clima, COP 21, o presidente francês, François Hollande, expressou o seu apoio ao Mali e pediu aos franceses em países sensíveis para tomarem as devidas precauções.

Glória Silva, residente em Bamako, disse à RFI que hoje não vai sair de casa e lamentou que haja cada vez mais insegurança na capital.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.