Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

O.G.E. foi aprovado hoje em São Tomé e Príncipe

Primeiro-ministro são-tomense Patrice Trovoada
Primeiro-ministro são-tomense Patrice Trovoada RFI/Miguel Martins

O Orçamento Geral do Estado e as Grandes Opções do Plano para 2016 foi aprovado esta terça feira, com votos da maioria parlamentar. Os 33 deputados da ADI votaram a favor e a oposição absteve-se.

Publicidade

Os dois instrumentos, importantes para a actividade governativa, serão reenviados à terceira comissão especializada da Assembleia Nacional, encarregue das questões de orçamento , finanças e administração pública, para revisão final.Depois, os diplomas serão submetidos ao presidente da Assembleia Nacional para a sua assinatura, e posteriormente enviado à Presidência da República, para promulgação.

Avaliado em 170 milhões de dólares, o orçamento geral do estado prioriza os sectores de Infra-estruturas, saúde, educação e agricultura. Fornecimento de energia, água, construção e reabilitação de vias de acesso, bem como a melhoria da assistência médica e medicamentos, estão no topo das atenções.
 

Para o Primeiro-Ministro, santomense, Patrice Trovoada é um orçamento que atende às preocupações da população, e que assenta na agenda de transformação de São Tomé e Príncipe, submetida aos seus parceiros na conferência internacional realizada no ano findo em Londres (Inglaterra). Oiça aqui Maximino Carlos, correspondente da RFI em São Tomé.

 

Ainda na actualidade de São Tomé e Prncipe, cabe aqui referir que o recenseamento eleitoral para as eleições presidenciais deste ano,  não se vai realizar, devido ao atrasos no apoio financeiro ao processo, por parte do Governo timorense, segundo disse hoje o presidente da Comissão Eleitoral Nacional, Alberto Pereira.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.