Acesso ao principal conteúdo
Economias

África afugenta banca internacional?

Áudio 08:06
A sede da Absa (Barclays África) na Cidade do Cabo na África do Sul
A sede da Absa (Barclays África) na Cidade do Cabo na África do Sul Reuters

O Barclays anunciou esta semana que vai deixar o continente africano dentro de 2 a 3 anos para se recentrar nos mercados britânico e norte-americano. O Barclays que está presente em Moçambique com 43 agências e cerca de 400 mil clientes. Por outro lado, Isabel dos Santos poderá deixar de ter uma participação no BPI visto que o Banco Central Europeu não quer que o banco português esteja exposto ao risco em Angola, via BFA. O economista angolano Carlos Rosado de Carvalho analisa esta dois casos considerando que não são boas notícias para o sistema financeiro africano.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.