Acesso ao principal conteúdo
África

Gâmbia sai do Tribunal Penal Internacional

© ICC-CPI

Depois do Burundi e da África do Sul, a Gâmbia anunciou que vai sair do Tribunal Penal Internacional (TPI).

Publicidade

A Gâmbia vai sair do Tribunal Penal Internacional, anunciou o ministro da Informação, Sheriff Bojang, numa mensagem transmitida na televisão pública, onde acusou o TPI de "perseguição aos africanos, em particular aos seus dirigentes".

"O TPI por mais que se chame tribunal Penal Internacional é, na realidade, um tribunal branco internacional que persegue e humilha as pessoas de cor, e em particular os africanos", declarou Sheriff Bojang.

A Gâmbia tentou convencer o TPI a processar os países da União Europeia pela morte de migrantes africanos no Mediterrâneo, o governo gambiano ameaçou tomar medidas caso o pedido não fosse atendido.

O regime de Yahya Jammeh é acusado, por organizações não-governamentais e pelos Estados Unidos da América, de ser responsável por desaparecimentos e de perseguição à imprensa e a defensores dos Direitos Humanos, críticas que Yahya Jammeh rejeita.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.