Acesso ao principal conteúdo
PORTUGAL / COP22

Portugal apresentou “Casa Comum da Humanidade” na COP22

Entrada da COP22 em Marraquexe.
Entrada da COP22 em Marraquexe. STEPHANE DE SAKUTIN / AFP

Portugal apresentou hoje o projecto “Casa Comum da Humanidade” na COP22, em Marraquexe. O objectivo é consagrar o sistema terrestre no quadro jurídico internacional.

Publicidade

Portugal é o país pioneiro a juntar-se à iniciativa que foi apresentada pelo ministro do Ambiente português, João Pedro Matos Fernandes. O projeto internacional Casa Comum da Humanidade defende a consagração de padrões de segurança do sistema terrestre no quadro jurídico internacional. A iniciativa baseia-se na possibilidade de medir o estado do sistema terrestre.

O ministro português disse que deixa hoje a COP22 com a certeza que de Marrocos sairá uma agenda para a concretização do Acordo de Paris, cujo principal objetivo é reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e tentar travar a subida da temperatura do planeta.

A conferência das partes da ONU (COP 22) decorre até esta sexta-feira, em Marraquexe, Marrocos.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.