Acesso ao principal conteúdo
Sudão do Sul

Seis humanitários assassinados no Sudão do Sul

Assassinadas seis pessoas cujas identidades não foram reveladas, membros de uma ONG também não identficada, quando se deslocavam em coluna  entre Juba e Pibor, no Sudão do Sul.

Publicidade

São ainda muitas as incógnitas sobre este assassínio não reivindicado, ocorrido no passado sábado (25/03) de seis membros de uma ONG de ajuda humanitária também não identificada, tal como as vítimas.

Raimundo Rocha, missionário brasileiro comboniano em Juba dá conta das informações reveladas no terreno, segundo as quais o ataque ocorreu "numa área controlada pelo governo, entre a capital Juba e Pibor, no leste do Sudão do Sul, a caminho da Etiópia".

Sabe-se que "pelo menos dois veículos, não se sabe com quantas pessoas a bordo, mas segundo a midia local um dos veículos foi emboscado por individuos armados, não se sabe se eram pessoas do exército ou de alguma milícia e infelizmente seis pessoas foram assassinadas no que parece ter sido um assalto seguido da morte...de pessoas que prestam um grande serviço humanitário sobretudo junto das pessoas mais carentes".

A  ONU condenou severamente este assassínio e há um forte apelo por parte das entidades para que o governo instale uma comissão para investigar o ocorrido, refere ainda o Padre Raimundo Rocha.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.