Acesso ao principal conteúdo
Convidado

A “partidocracia” da justiça de Angola

Áudio 08:52
Líderes da oposição angolana
Líderes da oposição angolana AMPE ROGERIO / AFP

Em Angola, o Tribunal Constitucional decidiu e chumbou todos os recursos da oposição. UNITA, CASA-CE, PRS e FNLA impugnaram, separadamente, os resultados das eleições gerais angolanas de 23 de Agosto. A oposição alega irregularidades e pedia a impugnação do pleito.O Tribunal Constitucional de Angola pensa de outra forma, validou as eleições gerias que diz terem decorrido de forma organizada, participativa e ordeira além de "livres, transparentes, universais e justas".Os recursos da oposição formam assim considerados “improcedentes”. Da decisão do Tribunal Constitucional não há direito a recurso.William Tonet, jurista e jornalista angolano, ligado à oposição, sublinha a “partidocracia” da justiça angolana, o que retira independência às suas instituições.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.