Acesso ao principal conteúdo
Justiça/Camarões

Apelo a favor de correspondente de RFI nos Camarões

Ahmed Abba, correspondente de RFI em  língua hausa  detido nos Camarões.
Ahmed Abba, correspondente de RFI em língua hausa detido nos Camarões. via facebook profile

O comité de apoio ao jornalista Ahmed Abba, coordenado por Reporter Sem Fronteiras, formado por 35 organizações apelou na língua hausa, para libertação do correspondente de RFI, nos Camarões. O apelo tem lugar, numa altura em que o Tribunal Militar de Iaundé prepara-se para anunciar no dia 21 de Dezembro.No passado mês de Abril, Ahmed Abba foi condenado à 10 anos de prisão por ter coberto as actividades do grupo terrorista nigeriano, Boko haram, no norte dos Camarões.

Publicidade

 

As organizações internacionais de defesa da liberdade de imprensa e dos direitos humanos ,os media e demais personalidades exigiram a liberta do correpondente de Radio France Internationale em língua hausa, Ahmed Abba, detido nos Camarões,desde 30 de Julho de 2015.

 

O apelo é efectuado numa altura, em que o Tribunal Militar de Segunda Instância de Iaundé , vai tornar público o veredicto no caso Ahmed Abba. Dia 21 Dezembro  é a data do citado veredicto, que assinala a última etapa de um processo judicial iniciado há mais de dois anos.

Ahamed Abba foi condenado em primeira instância , no dia 24 de Abril, à 10 anos de prisão e à uma multa de 85.000 euros(o equivalente de 57 milhões de francos CFA) pela justiça militar, por não denunciar actos terroristas e por omissão de informações visando actos de terrorismo". Abba nega ter-se associado à qualquer grupo terrorista, para prejudicar o seu país.

O correspondente de RFI vai ser julgado,com em pano de fundo o balanço de 2017, ano , que segundo Repórteres Sem Fronteiras, foi o mais mortífero para os jornalistas.Sessenta e cinco destes últimos perderam a vida,com destaque para a Síria, onde morreram 12 e o México 11.

O Afeganistão com 9 , o Iraque com 8, assim como as Filipinas com 4, foram também países em que jornalistas foram mortos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.