Acesso ao principal conteúdo
Senegal

Senegal: Centro de Língua Portuguesa abriu em Ziguinchor

Há um ano atrás, a 13 de Abril de 2017, o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, encontrou-se com os alunos de português no Senegal.
Há um ano atrás, a 13 de Abril de 2017, o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, encontrou-se com os alunos de português no Senegal. Moussa SOW / AFP

O Instituto Camões abriu um centro de língua portuguesa em Ziguinchor, na região da Casamansa, perto da Guiné-Bissau.

Publicidade

Foi inaugurado na Universidade Assane Seck de Ziguinchor um centro da língua portuguesa apoiado pelo Instituto Camões - Instituto da Cooperação e da Língua.

Este é o segundo centro do género no Senegal, visto que já há um a funcionar na Universidade Cheikh Anta Diop (UCAD) em Dakar.

Para José Horta, director dos dois Centros de Língua Portuguesa, admitiu que este segundo centro era importante: "Ziguinchor é na Região da Casamansa e é onde há o maior número de alunos. Há 13 000 alunos de português. Este centro era importante para satisfazer, não só, as pretensões dos professores, que passaram a ter uma biblioteca, recursos bibliográficos e [um lugar] onde se desenvolverão outras actividades destinadas, não só aos professores de português mas também aos alunos".

A língua de Camões está cada vez mais presente no Senegal, um país francófono.

Ouça aqui o trabalho do nosso correspondente em Dakar, Cândido Camará.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.