Acesso ao principal conteúdo
RDC

RDC: Bemba volta ao país para disputar eleições

Jean-Pierre Bemba, ao microfone de Sonia Rolley em Bruxelas a 24 de Julho de 2018.
Jean-Pierre Bemba, ao microfone de Sonia Rolley em Bruxelas a 24 de Julho de 2018. AFP/John Thys

O antigo vice-presidente da República democrática do Congo confirma a sua intenção em se candidatar, pela oposição, às eleições agendadas para 23 de Dezembro. Jean-Pierre Bemba, absolvido no mês passado pelo Tribunal penal internacional de crimes de guerra na República centro-africana, regressa a Kinshasa a 1 de Agosto. 

Publicidade

Entrevistado por Sonia Rolley em Bruxelas a 24 de Julho o líder do MLC, Movimento de libertação do Congo, começa por justificar as razões que o levaram a candidatar-se ao escrutínio.

"É o meu país, gosto do meu país, do meu povo.

Os dez anos que passei no TPI levaram-me a reflectir.

Sim, desejo a unidade da oposição quanto a uma candidatura visando a eleição presidencial.

Porque se quisermos a mudança neste país teremos que passar pela unidade: um candidato único da oposição.

Claro que se não for eu o candidato designado pela oposição apoiarei o que for designado.

Há muitos problemas por resolver quanto à organização das eleições na fase actual.

A questão do ficheiro eleitoral, nomeadamente, e ainda a máquina de votação que para nós é inaceitável.

Não é do interesse da Comissão de eleições ter um escrutínio que no dia seguinte poderá ser contestado.

É imprescindível obter uma solução a estas problemáticas e eu estou disposto a dialogar com a oposição e com a comissão de eleições para encontrar uma solução.

No interesse de todos é preciso que estas eleições sejam credíveis e transparentes."

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.