Acesso ao principal conteúdo
África do Sul

Cyril Ramaphosa vai redistribuir terras à maioria negra sul-africana

Cyril Ramaphosa, Presidente sul-africano.
Cyril Ramaphosa, Presidente sul-africano. Themba Hadebe / POOL / AFP

Na África do Sul o Presidente Cyril Ramaphosa anunciou uma proposta de emenda da Constituição prevendo a expropriação de terras sem compensação para as redistribuir à maioria negra e pobre do país.

Publicidade

O Presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, anunciou que o ANC, partido no poder, vai propor uma emenda da Constituição ao Parlamento, para a expropriação de terras sem compensação e redistribuí-las à maioria negra e pobre do país.

"O ANC irá, através do processo parlamentar, finalizar propostas de emendas à Constituição que descrevam mais claramente as condições sob as quais a expropriação de terra sem compensação pode ser efectuada", frisou.

Ramaphosa, que actua como presidente do ANC e do país, justifica que "a intenção da emenda visa promover a igualdade, o desenvolvimento económico e aumentar a produção agrícola e a segurança alimentar permitindo assim que milhões de pessoas participem da economia da África do Sul", concluiu.

Grande parte das terras mais productivas da África do Sul continua a pertencer aos agricultores brancos, que controlam 73 por cento de superfícies aráveis, 24 anos depois do fim do apartheid.

Mais pormenores com a nossa correspondente, Mariamo Hassamo.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.