Acesso ao principal conteúdo
Mali

Mali: oposição apela a marcha sábado em Bamako contra IBK

Candidatos à segunda volta da eleição presidente no Mali a 12 de Agosto 2018: Ibrahim Boubacar Keita (esq) e Soumaïla Cissé (dir)
Candidatos à segunda volta da eleição presidente no Mali a 12 de Agosto 2018: Ibrahim Boubacar Keita (esq) e Soumaïla Cissé (dir) Issouf SANOGO, Sia KAMBOU / AFP

Soumaïla Cissé, candidato derrotado nas eleições presidenciais, apela a uma marcha este sábado em Bamako, contra a reeleição do chefe de Estado Ibrahim Boubakar Keita, que por sua vez estende a mão ao seu rival.

Publicidade

Soumaïla Cissé, que obteve 32, 84% na segunda volta das presidenciais, disputada a 12 de Agosto, exprimiu-se esta quinta-feira (23/08) pela primeira vez, para contestar os resultados proclamados no início da semana pelo Tribunal Constitucional, que atribuem a vitória ao Presidente cessante Ibrahim boubakar Keita.

18 dos 24 candidatos à eleição presidencial denunciaram fraudes massiças e segundo o líder da oposição, a opinião pública também contesta os resultados.

"Rejeito categoricamente e sem ambiguidade os resultados proclamados pelo Tribunal constitucional.

Consequentemente não reconheço eleito o presidente que o Tribunal declarou.

Essa instituição perdeu a sua credibilidade, ao constituir-se voluntariamente prisioneira de um regime autocrático."

Por seu lado Ibrahim Boubakar Keita, reeleito para um segundo mandato, com 67,16% dos votos, reiterou a partir da Mauritânia onde se encontra esta sexta-feira (24/08) que não houve fraude na eleição e fez questão em estender a mão ao seu rival.

"O presidente IBK não foi eleito na cama. Ele percorreu o Mali todo, foi a todos os lados.

O IBK não forçou a mão aos malianos, não encheu urnas, como se diz.

Acho que seria conveniente, desejável, que aqui e agora se aceite a mão que estendo ao meu jovem irmão Soumaïla Cissé.

Por forma a que ele possa gerir o real e não ilusões."

Uma crise pós-eleitoral poderá estar à vista, pois Soumaïla Cissé persiste na sua recusa e convoca os seus partidários e os dos outros candidatos para uma marcha este sábado (25/08) na capital Bamako sob o lema "restauração da democracia maliana".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.