Acesso ao principal conteúdo
Somália

Atentado em Mogadíscio

Agente de segurança junto de um dos locais das explosões em Mogadíscio, nesta sexta-feira 9 de Novembro
Agente de segurança junto de um dos locais das explosões em Mogadíscio, nesta sexta-feira 9 de Novembro FEISAL OMAR / REUTERS

Pelo menos 20 pessoas morreram e mais de 40 pessoas ficaram feridas hoje com 3 explosões de veículos armadilhados esta sexta-feira junto de um hotel e um quartel da polícia no centro de Mogadíscio, a capital. O ataque não foi reivindicado mas apresenta semelhanças com o modo operatório dos islamistas Shebab.

Publicidade

De acordo com um porta-voz da polícia, as vítimas eram na maioria civis, tendo-se também contabilizado alguns guardas. A mesma fonte indica que duas primeiras explosões ocorreram junto de um hotel frequentado por responsáveis políticos locais e do quartel geral do departamento de investigações criminais, sendo que a terceira explosão aconteceu alguns minutos depois, junto de um cruzamento muito frequentado da capital.

Este ataque não foi reivindicado, mas é semelhante aos muitos outros perpetrados essencialmente contra as unidades hoteleiras mais importantes da cidade pelos islamistas Shebab, um grupo afiliado à organização terrorista Al Qaeda. Este grupo está em luta há largos anos contra o governo federal que, por seu lado, recebe o apoio da comunidade internacional dos 20 mil homens que conta a AMISOM, a força da União Africana na Somália.

Apesar de terem perdido desde 2011 o essencial dos bastiões que tinham no país, continuam a controlar vastas zonas rurais onde conduzem atentados e operações de guerrilha.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.