Acesso ao principal conteúdo
SAARA OCIDENTAL

Negociações em 2019 para Saara Ocidental

Enviado da ONU desde 2017, o ex-presidente alemão Horst Kohler.
Enviado da ONU desde 2017, o ex-presidente alemão Horst Kohler. REUTERS/Denis Balibouse

Seis anos depois das primeiras discussões, o Governo de Marrocos e a Frente Polisário, têm reunião marcada para o início de 2019 para falar do estatuto do Saara Ocidental sob os auspícios da ONU, que espera poder relançar as difíceis negociações de paz entre as duas partes. 

Publicidade

Este agendamento ocorreu após negociações de dois dias na Sede da ONU em Genebra, na presença de representantes de Marrocos, da Frente Polisário, da Argélia e da Mauritânia.

Marrocos e a Frente Polisário que estiveram em guerra até ao cessar-fogo de 1991. Estas negociações decorreram 6 anos após o fracasso de uma ronda anterior.

O antigo presidente Alemão Horst Kohler, enviado da ONU, afirmou-se optimista quanto a uma solução pacífica, lembrando que ninguém tem nada a ganhar com a manutenção da situação actual.

A Frente Polisário proclamou em 1976 uma república árabe saarauí democrática, com o apoio da Argélia e da Líbia.

Esse movimento defende a organização de um referendo de autodeterminação. O conflito eclodiu com a saída de Espanha e a consequente anexação deste território composto de deserto em 80%, com importantes recursos pesqueiros e um sub-solo rico em fosfatos.

Raúl Braga Pires, especialista de Marrocos e do mundo árabe, alega que os saarauís têm pouco peso neste quadro negocial.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.