Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Argélia: Bouteflika prolonga ilegalmente 4° mandato

Áudio 14:05
Presidente Abdelaziz Bouteflika em Argel 9/4/2018
Presidente Abdelaziz Bouteflika em Argel 9/4/2018 ©REUTERS/Ramzi Boudina/File Photo

Carlos Gaspar, investigador no Instituto Português de Relações Internacionais considera que "o que está em causa é saber se a transição se pode fazer de uma forma rápida, controlada e democrática, pois não há transição pacífica, se rapidamente não houver eleições, para relegitimar as instâncias do poder político". Segundo ele a Argélia vive um "duplo impasse pois não há um candidato ideal nem do regime nem da oposição" e "o importante é impedir que os argelinos sejam obrigados a escolher, como no passado, entre um regime militar e a dominação dos partidos islâmicos fundamentalistas". 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.