Acesso ao principal conteúdo
Futebol

CAN 2019: Nigéria confirma, RDC surpreendida

Odion Ighalo, avançado da Nigéria, apontou o único golo frente ao Burundi.
Odion Ighalo, avançado da Nigéria, apontou o único golo frente ao Burundi. REUTERS/Mohamed Abd El Ghany

No segundo dia do CAN 2019, já houve surpresas. A República Democrática do Congo perdeu frente ao Uganda, a Guiné empatou frente a Madagáscar, e a Nigéria foi a única a confirmar o seu estatuto ao vencer por 1-0 o Burundi.

Publicidade

Em território egípcio, os favoritos não têm vida fácil neste Campeonato Africano das Nações de futebol. No Grupo A, após o triunfo do Egipto, a República Democrática do Congo, outra equipa dita como possível candidata ao título, tinha de entrar com o pé direito na prova. Foi o contrário que aconteceu.

No Estádio Internacional do Cairo, os ugandeses marcaram duas vezes, pelo avançado Patrick Kaddu e pelo avançado Emmanuel Okwi, e não sofreram nenhum golo. O Uganda venceu por 2-0 a RDC e arrecadou três pontos, ocupando o primeiro lugar no grupo com uma melhor diferença de golos do que o Egipto. Quanto à RDC e ao Zimbabué, se querem alcançar o apuramento, é necessário arrecadar triunfos nos dois últimos jogos que faltam nesta fase de grupos.

Nigéria confirmou, Guiné cedeu empate

A Nigéria entrou com uma vitória na prova, pela margem mínima por 1-0, com o único tento a ser apontado pelo avançado Odion Ighalo, numa partida a contar para o Grupo B e que decorreu em Alexandria.

Um jogo complicado para os nigerianos que tiveram dificuldades em ultrapassar a defesa do Burundi, que soube defender até sofrer o golo que ditou o triunfo da Nigéria. No entanto no próximo jogo frente à Guiné, a Nigéria vai ter de aumentar o nível de jogo para não ter as mesmas dificuldades, enquanto o Burundi vai jogar frente a um outro estreante na prova, Madagáscar.

Aliás os malgaxes entraram bem na prova, isto quando se olha para o decorrer do encontro. Frente a uma seleção considerada 'a favorita' da partida, a Guiné, a Selecção de Madagáscar sofreu um primeiro golo ainda na primeira parte. Aos 34 minutos o avançado Sory Kaba conseguiu adiantar-se à defesa malgaxe graças à sua velocidade, e evitou a saída do guarda-redes para empurrar tranquilamente o esférico para dentro da baliza. No intervalo o resultado era de 1-0 para a Guiné.

No entanto a segunda parte correu melhor aos malgaxes. Aos 49 minutos o médio Anicet Abel empatou, e aos 55 minutos o avançado Carolus Andriamatsinoro deu vantagem à Selecção de Madagáscar. Uma reviravolta impensável para uma equipa que não tem experiência nesta competição. Os guineenses não deram o jogo por perdido e aos 66 minutos, François Kamano empatou de grande penalidade. O encontro terminou com um empate a duas bolas entre as duas Nações.

Tudo em aberto neste Grupo B liderado pela Nigéria com três pontos.

Angola e Guiné-Bissau esperam pela estreia

Do lado dos lusófonos, a Guiné-Bissau prepara o jogo em Ismailia e Angola em Suez. No sábado 22 de Junho, os angolanos voltaram a treinar-se debaixo de um forte calor com 35 graus. Neste domingo vai decorrer a conferência de imprensa que antecede o jogo de segunda-feira onde os angolanos vão defrontar a Tunísia.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.