Acesso ao principal conteúdo
Futebol

CAN 2019: Egipto invencível, Madagáscar surpreendente

Mohamed Salah, estrela dos Faraós.
Mohamed Salah, estrela dos Faraós. RFI/ Pierre-René Worms

Egipto, Uganda, Madagáscar e Nigéria, eis os primeiros apurados em definitivo para os oitavos-de-final do Campeonato Africano das Nações que decorre em território egípcio.

Publicidade

Terminou a fase de grupos para o Grupo A e B com os respectivos apurados. No Grupo A, o Egipto fez o pleno de triunfos com três vitórias em três jogos, vencendo no derradeiro por 2-0 frente ao Uganda com golos da estrela Mohamed Salah aos 36 minutos e do defesa Ahmed Elmohamady aos 45+1 minutos.

O Egipto acabou assim no primeiro lugar com 9 pontos, à frente do Uganda com quatro, da República Democrática do Congo com três e do Zimbabué com ‘apenas’ um ponto.

De notar que no seu último encontro, após duas derrotas, a RDC acabou por esmagar o Zimbabué por 4-0 com golos de Jonathan Bolingi (4’), de Cédric Bakambu que bisou (34’ e 65’ de grande penalidade) e de Britt Assombalonga (78’). A República Democrática do Congo deverá agora esperar pelos resultados finais dos outros grupos para fica a conhecer se é um dos quatro melhores terceiros que seguem em frente na prova.

Madagáscar, a surpresa

Primeira participação, dois triunfos, um empate e um apuramento para os oitavos-de-final, terminando no primeiro lugar no Grupo B, eis a proeza de Madagáscar.

Frente à Nigéria, no último encontro do grupo, os malgaxes venceram por 2-0 com tentos apontados pelo médio Lalaïna Nomenjanahary e pelo avançado Carolus Andriamatsinoro.

Uma vitória que oferece a Madagáscar o primeiro lugar no grupo com 7 pontos, à frente da Nigéria com seis, da Guiné com quatro e do Burundi que não pontuou.

A Guiné-Conacri tem quase assegurado o apuramento com quatro pontos, mas tem de esperar pelo fim da fase de grupos para ter essa certeza. No último jogo do Grupo B, os guineenses não deram hipóteses ao Burundi e venceram por 2-0 com dois golos apontados pelo avançado Mohamed Yattara (25’ e 52’).

O Burundi sai da competição sem ter pontuado.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.