Acesso ao principal conteúdo
Futebol

Chidozie e John Ogu: sotaque português nas meias do CAN

Chidozie (na esquerda), defesa da Nigéria.
Chidozie (na esquerda), defesa da Nigéria. REUTERS/Mohamed Abd El Ghany

A Nigéria apurou-se para as meias-finais do Campeonato Africano das Nações que decorre no Egipto ao eliminar a África do Sul por 2-1 no Estádio Internacional do Cairo. A selecção nigeriana tem três jogadores com sotaque português: Etebo, Chidozie e John Ogu.

Publicidade

No próximo domingo 14 de Julho decorrem as meias-finais do CAN 2019, onde já se encontram Argélia, Senegal e Nigéria.

Os nigerianos que têm uma particularidade, três jogadores falam português: Chidozie Awaziem, John Ogu e Peter Etebo.

Chidozie Awaziem, uma carreira no Porto

Defesa-central de 22 anos, Chidozie Awaziem é uma jovem promessa que chegou ao FC Porto há cinco anos proveniente do clube nigeriano El-Kanemi. Sem espaço na equipa principal do clube portista, foi emprestado na temporada 2017/2018 ao FC Nantes, e esta época 2018/2019 ao clube turco do Caykur Rizespor.

No fim do encontro, no qual os nigerianos venceram por 2-1 os sul-africanos, a RFI teve a oportunidade de falar com o defesa dos ‘SuperEagles’, Chidozie, que deixou se exprimir a sua felicidade.

É uma sensação incrível. Estamos muito felizes por termos vencido e chegar às meias-finais. Não foi fácil porque o nosso adversário queria empatar e eles lutaram. Nós tínhamos de defender, de estarmos bem organizados e de esperar o momento certo para atacar. Vamos ver até onde podemos ir, vamos lutar até ao fim. Nós acreditamos em nós e acreditamos que vamos chegar onde queremos chegar, porque primeiro tens de acreditar em ti. Vamos continuar a lutar. É um sonho e estou a viver esse sonho”, concluiu o defesa.

Peter Etebo, o criativo

Peter Etebo tem 23 anos, é medio e tem-se distinguido nos ingleses do Stoke City na Inglaterra. No entanto ao sair da Nigéria, do clube do Warri Wolves, o destino foi Portugal e Santa Maria da Feira onde representou durante três temporadas o Feirense, de 2015 até 2018.

Peça importante do esquema da equipa nigeriana, Peter Etebo tem sido um dos melhores elementos da selecção das ‘Águias’.

John Ogu, médio experiente

Uma selecção precisa de jogadores para qualquer posição e para qualquer papel. John Ogu, médio de 31 anos, tem sido suplente nesta equipa da Nigéria, mas tem estado pronto para entrar dentro das quatro linhas como ele fez no encontro frente a Madagáscar, derrota por 2-0, na fase de grupos.

Médio dos israelitas do Hapoel Be´er Sheva, o atleta nigeriano passou por três clubes em Portugal: Atlético, União de Leiria e Académica de Coimbra.

No fim do jogo frente aos sul-africanos, em declarações à RFI, John Ogu, médio dos ‘SuperEagles’, lembrou que poucos acreditavam na Nigéria após a derrota na fase de grupos frente a Madagáscar, mas agora estão apenas a um passo da final.

Estamos todos felizes, porque ninguém nos ajudou. Nós não queremos pensar no título porque ainda há um jogo antes da final. Com calma vamos pensar na meia-final. Muita gente não acredita em nós, mas nós jogadores acreditamos nas nossas qualidades. Nós damos tudo durante os jogos, mas depois do jogo frente a Madagáscar (ndr: derrota por 2-0), todos pensavam que não íamos ganhar, ninguém pensava que íamos chegar às meias-finais, mas agora estamos aqui! Agora vamos pensar em vencer a meia-final”, frisou o médio.

As meias-finais decorrem no Cairo, capital egípcia, a 14 de Julho. De notar que a Nigéria vai defrontar a Argélia. Os argelinos venceram por 4-3 a Costa do Marfim na marcação das grandes penalidades, isto após o empate a uma bola no fim do tempo regulamentar e do prolongamento.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.