Acesso ao principal conteúdo
Paraguai/ Violência

Senador paraguaio ferido em atentado acusa PCC

O senador Robert Acevedo no Hospital San Lucas após sofrer atentado.
O senador Robert Acevedo no Hospital San Lucas após sofrer atentado. ©Reuters

O presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, anunciou que lançará na próxima segunda-feira junto com o presidente paraguaio Fernando Lugo um pacote de medidas para proteger a fronteira entre os dois países após o atentado contra o senador paraguaio Robert Acevedo cometido última segunda-feira.

Publicidade

O atentado contra o senador Robert Acevedo pode ter a participação de criminosos brasileiros. Segundo Acevedo, a facção criminosa paulista PCC (Primeiro Comando da Capital) foi a co-autora do atentado que matou seus dois guarda-costas. Dois brasileiros suspeitos já foram presos pela polícia de Pedro Juan Caballero.

O senador sobreviveu aos dois tiros e recebeu alta na noite desta quarta-feira. Em entrevista à Rádio França Internacional, ele se diz preocupado com o crescimento do tráfico de drogas na fronteira paraguaia, especialmente em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha à Ponta Porã no Mato Grosso do Sul. "Esta é uma cidade fronteiriça onde floresce o narcotráfico com o Brasil, o narcotráfico internacional, com a cocaína que vem da Bolívia, Colômbia... Esse é um lugar de passagem da droga para o Brasil e também para a Europa”, afirmou.

A escalada da violência no Paraguai levou o governo a decretar um estado de exceção em três departamentos da região leste do país. O governo paraguaio estuda ainda a criação de um projeto de lei que permitirá aos militares o uso de armas de guerra em casos de crise interna, sem necessidade de que seja declarado o estado de exceção, anunciou nesta quarta-feira o assessor governamental Emilio Camacho.

Na noite de quarta-feira, o presidente do Paraguai visitou o senador Acevedo e prometeu investigar de forma rigorosa na segurança do país. Do lado brasileiro, o presidente Lula também prometeu estreitar a cooperação entre os dois países.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.