Acesso ao principal conteúdo
Guatemala

General e empresário devem disputar 2° turno das presidenciais na Guatemala

Eleições presidenciais na Guatemala devem ter segundo turno‎.
Eleições presidenciais na Guatemala devem ter segundo turno‎. REUTERS/Jorge Dan Lopez

Dois candidatos de direita devem disputar o segundo turno das eleições presidenciais na Guatemala. Com 76% dos votos apurados, o general Otto Pérez venceu o primeiro turno com 37% dos votos, seguido pelo empresário Manuel Baldizón, com 23%. O terceiro colocado, o matemático Eduardo Suger, estava distanciado de apenas cinco pontos de Baldizón.

Publicidade

O general Otto Pérez Molina, de 60 anos, fundador do Partido Patriótico, venceu o primeiro turno das eleições presidenciais na Guatemala, segundo resultados parciais divugados nesta segunda-feira. Seu principal adversário, o advogado e empresário Manuel Baldizón, de 41 anos, aparece em segundo lugar. 

Dez candidatos disputaram o primeiro turno das presidenciais. Os dois candidatos vencedores fizeram uma campanha centrada no combate à criminalidade, maior preocupação dos guatemaltecos ao lado da pobreza. A indígena e prêmio Nobel da Paz Rigoberta Menchú obteve apenas 2,5% de votos.  

A Guatemala tem uma taxa de homicídios seis vezes superior à média mundial, totalizando 50 homicídios a cada 100 mil habitantes, índice superior ao registrado em zonas de guerra como o Iraque e o Afeganistão. Grande parte dessa violência é gerada pelo tráfico de drogas, controlado por poderosos cartéis que hoje dominam setores econômicos do país. Estima-se que 90% da cocaína consumida nos Estados Unidos transita pela Guatemala na chamada rota centro-americana.

O general Otto Pérez fez campanha prometendo combater os cartéis com "mão pesada". Seu adversário Manuel Baldizón defendeu a pena de morte para os criminosos.

As autoridades da Guatemala confirmaram que as eleições gerais de ontem no país aconteceram sem incidentes. Mais de 7 milhões de eleitores, entre eles 1,9 milhão de analfabetos, foram chamados às urnas para escolher também prefeitos e deputados. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.