Acesso ao principal conteúdo
EUA/Eleições

Convenção democrata visa voto latino para reeleger Obama

Eleitora segura camiseta com a imagem de Obama nas ruas de Charlotte, na Carolina do Norte, onde começa hoje a convenção democrata.
Eleitora segura camiseta com a imagem de Obama nas ruas de Charlotte, na Carolina do Norte, onde começa hoje a convenção democrata. REUTERS/Jessica Rinaldi

Cerca de 6 mil delegados – mais do que na convenção republicana – vão se reunir em Charlotte, na Carolina do Norte, de hoje a quinta-feira, na convenção democrata que deve consagrar o presidente Barack Obama como candidato à reeleição na votação de 6 de novembro. O principal discurso do dia será o do prefeito latino de San Antonio (Texas), Julian Castro. Michelle Obama e Jimmy Carter também sobem à tribuna.

Publicidade

O Partido Democrata selecionou uma equipe de peso para defender o primeiro mandato de Obama. O objetivo é mostrar que o atual chefe da Casa Branca merece passar mais quatro anos no poder, dando continuidade a um trabalho que tende a melhorar a vida dos americanos, mesmo daqueles desiludidos com a política econômica de frágil resultado concreto, como martela o adversário Mitt Romney em sua propaganda eleitoral. O próprio Obama reconheceu nessa segunda-feira, em entrevista transmitida por um canal de TV do Colorado, que o balanço econômico de sua gestão é "insuficiente".

Nesta terça-feira, o prefeito de San Antonio (Texas),  Julian Castro, – um joven latino – vai fazer o principal discurso da noite. A primeira-dama Michelle e o ex-presidente Jimmy Carter também vão falar. Na quarta-feira, é a vez do discurso mais esperado: o ex-presidente Bill Clinton vai explicar o que Obama ainda pode fazer para reconduzir o país a uma era de prosperidade. "Heróis americanos” anônimos – estudantes, professores, veteranos e cidadãos comuns – vão subir ao palco para contar suas histórias e mostrar como foram beneficiados pelas políticas do governo Obama nos últimos três anos e meio.

Na quinta-feira – último dia da convenção – o vice Joe Biden fala e depois Obama aceita a nomeação do partido com o discurso que vai apontar os progressos do primeiro mandato e apresentar um programa de ação que os democratas prometem ser "claro e objetivo" para o país continuar no caminho de progresso.

Durante a convenção, os democratas vão criticar a plataforma republicana – uma das mais conservadoras da história recente do país, principalmente em questões sociais. Os estrategistas da campanha de Obama acreditam que o projeto republicano vai, no final, ajudar os democratas a convencer os eleitores indecisos e também a reconquistar os eleitores jovens, os latinos e as mulheres, que deram a vitória a Obama em 2008.

Democratas apostam em programa impresso

Enquanto os republicanos mencionaram vagamente a plataforma do partido durante a convenção de Tampa, os democratas prometem entregar uma cópia de seu programa para cada participante da convenção de Charlotte, a fim de garantir uma visão clara do projeto de governo. O time de Obama vai mostrar um plano para aumentar os impostos dos mais ricos, criar empregos, reduzir a dívida pública e ampliar os investimentos em educação e energia.

Os dois candidatos estão tecnicamente empatados, mas Romney é o preferido para cuidar da economia após três anos e meio de governo democrata marcados por uma recuperação econômica lenta, frágil e pelo alto índice de desemprego. A experiência de Romney como homem de negócios poderia ser útil para levantar a economia american

Shows animam público em Charlotte

Apesar do calor e da chuva torrencial que caiu nessa segunda-feira em Charlotte, grupos de música animaram os simpatizantes democratas que chegaram à cidade provenientes de todo o país. Dez mil pessoas assistiram a uma apresentação do ator e cantor Jeff Bridges, nascido na região, e de James Taylor.

Colaborou nossa correspondente em Washington, Raquel Krahenbuhl

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.