Acesso ao principal conteúdo
Cristina Kirchner/Chávez

Cristina Kirchner vai a Cuba e leva bíblia a Hugo Chávez

Cristina Kirchner, em Havana, onde esteve nesta sexta-feira para saber do estado de saúde de Hugo Chávez.
Cristina Kirchner, em Havana, onde esteve nesta sexta-feira para saber do estado de saúde de Hugo Chávez. Reuters/Enrique De La Osa

A presidenta argentina, Cristina Kirchner, fez uma escala nesta sexta-feira em Havana para ter notícias do colega venezuelano Hugo Chávez, que está em Cuba para novo tratamento de câncer. Ela levou uma bíblia de presente para o líder sul-americano, que enfrenta complicações após cirurgia.

Publicidade

Cristina chegou a Havana pela manhã. Um comunicado informou que ela ia se inteirar do estado do “amigo” Chávez. Não foi confirmado se ela poderia ver o colega venezuelano pessoalmente. Em um tuíte, a presidenta disse também que se encontraria com o líder histórico da revolução cubana, Fidel Castro, e o irmão presidente, Raul. Fidel, de 87 anos, vive hospitalizado desde 2006, quando foi internado para operar uma hemorragia intestinal.

No poder há 14 anos e reeleito em outubro, Chávez deveria ter assumido um novo mandato de seis anos na quinta-feira, mas a posse foi indefinidamente adiada por causa de seu estado de saúde, agravado por uma severa infecção pulmonar. O ato foi substituído por uma manifestação gigante de apoio ao líder doente. Os presidentes esquerdistas Evo Morales, da Bolívia, e José Mujica, do Uruguai, estavam presentes no evento.

O vice-presidente venezuelano, Nicolas Maduro, anunciou que também vai a Cuba ainda nesta sexta-feira, onde está sendo esperado ainda o presidente peruano, Ollanta Humala.

Depois dessa escala, Cristina Kirchner segue viagem para os Emirados Árabes, Indonésia e Vietnã, países que visita acompanhada de uma missão comercial composta por cerca de 150 empresários.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.