Acesso ao principal conteúdo
Angola

Angola denuncia ingerência da União Europeia

Manuel Augusto, secretário de Estado angolano das relações exteriores.
Manuel Augusto, secretário de Estado angolano das relações exteriores. Miguel Martins/RFI

A diplomacia angolana denunciou esta quinta-feira a "ingerência da União Europeia nos assuntos internos de um Estado soberano", numa referência à declaração conjunta de 29 de Março da UE e da embaixada da Noruega em Luanda, emitindo "reservas" quanto ao respeito pelas "garantias processuais e o princípio de proporcionalidade" em relação ao recurso que a defesa dos 17 activistas condenados anunciou apresentar.

Publicidade

O secretário angolano das relações exteriores recebeu nesta quinta-feira o embaixador da União Europeia, Gordon Kricke, para esclarecimentos após uma declaração dos 28 deplorando as sentenças na segunda-feira passada da justiça angolana condenado os 17 activistas acusados de tentativa de rebelião a penas de cadeia efectiva entre 2 e 8 anos de prisão.

Ouça as declarações de Manuel Augusto, secretário de Estado angolano das relações exteriores.

A eurodeputada socialista portuguesa Ana Gomes, que visitou Angola em 2015 foi uma das mentoras da resolução da União Europeia condenando a violação de Direitos Humanos em Angola, considera que "Angola não vive em democracia , vive em cleptocracia e os tribunais são orgãos que se prestam a ser manipulados pelo poder político ao mais alto nível...José Eduardo dos Santos".

Reiterando o que afirmou ontem o chefe da diplomacia portuguesa Augusto Santos Silva, Ana Gomes afirma que analisar a situação de Direitos Humanos num país "não é ingerência, mas uma preocupação e uma obrigação de todos os países".

Para Ana Gomes a sentença do caso Kalupeteka que deverá ser anunciada dia 5 de Abril deverá ser ainda mais "clamorosa" dada a interdição de observadores no local onde ocorreu o alegado "massacre" perpetrado em Abril de 2015 no Monte Sumi.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.