Acesso ao principal conteúdo
Angola

Angola: UE repudia acusações da Ecclesia

Makao makuu ya Umoja wa Ulaya, Brussels, Novemba 17, 2015.
Makao makuu ya Umoja wa Ulaya, Brussels, Novemba 17, 2015. © REUTERS/Yves Herman

A União Europeia negou as acusações de que foi alvo pelo director da "Rádio Ecclesia", Padre Quintino Kandange, afirmando que a UE financiava projectos para desestabilizar Angola.

Publicidade

A delegação da União Europeia em Angola respondeu esta quinta-feira às acusações do director da "Rádio Ecclesia", Padre Quintino Kandange, repudiando as afirmações segundo as quais a União Europeia financiava órgãos de comunicação com o intuito de desestabilizar Angola.

A União Europeia pela voz do Embaixador da Delegação que se encontra em Angola, Gordon Kricke, afirmou, à RFI, que as acusações são falsas e revelou os pormenores do financiamento concedido à Rádio Ecclesia.

Em declarações à RNA, o director da "Rádio Ecclesia" tinha afirmado que a UE tentava desestabilizar o país financiando meios de comunicação como por exemplo a sua própria rádio com 234 mil euros.

Lembramos que a União Europeia pediu à emissora católica o reembolso de 149 mil euros cuja utilização não foi justificada pelo projecto ao qual foi concedido esse financiamento.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.