Acesso ao principal conteúdo
Convidado

"O legado de Dlamini Zuma é a agenda 2063"

Áudio 05:14
António Tete, representante da União Africana junto das Nações Unidas
António Tete, representante da União Africana junto das Nações Unidas RFI/Neidy Ribeiro

A União Africana vai eleger na próxima semana o candidato para o cargo de presidente da Comissão da organização. A eleição devia ter tido lugar no ano passado em Kigali, no Ruanda, todavia a falta de consenso na escolha de candidatos resultou no adiamento da eleição e Dlamini Zuma viu-se obrigada a prolongar o mandato por mais seis meses.Um acontecimento que veio perturbar a agenda de Dlamini Zuma que se prepara para o congresso do ANC e para as eleições na África do Sul marcadas para 2019. Nesta lista de prioridades houve mesmo quem a acusasse de ter virado costas à União Africana.Qual o balanço de Dlamini Zuma como presidente da Comissão da União Africana? Esta foi a pergunta que começámos por colocar ao embaixador António Tete, representante da União Africana junto das Nações Unidas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.