Acesso ao principal conteúdo
Angola

Angola: Federação de Futebol aponta falhas no Uíge

Morreram 17 pessoas no jogo inaugural do Girabola 2017 entre o Santa Rita de Cássia e o Recreativo do Libolo.
Morreram 17 pessoas no jogo inaugural do Girabola 2017 entre o Santa Rita de Cássia e o Recreativo do Libolo.

A Federação angolana de futebol denuncia falhas no esquema de segurança em torno da tragédia no Estádio 4 de Janeiro, no Uíge, ocorrida durante o jogo inaugural do Girabola, o campeonato angolano, o Santa Rita de Cássia e o Recreativo do Libolo, que arrancou a 10 de Fevereiro, onde 17 pessoas morreram na altura.

Publicidade

O incidente registado no Estádio 4 de Janeiro, na cidade do Uíge, que causou 17 mortos e 58 feridos, foi causado por deficiências na segurança, segundo um comunicado da Federação Angolana de Futebol (FAF), distribuído esta terça-feira 21 de Fevereiro em Luanda.

Segundo a FAF, não foram cumpridos pelas forças de segurança, os parâmetros exigidos para a protecção dos adeptos que se dirigiram ao estádio para assistir ao jogo inaugural do campeonato de Angola de futebol, entre as equipas do Santa Rita de Cássia e do Recreativo do Libolo.

Ainda de acordo com a FAF, o estádio possui três portões e no dia do jogo, a 10 de Fevereiro, só foi aberto um, o que causou a confusão que esteve na base do grave incidente.

Mais pormenores com o nosso correspondente em Luanda, Avelino Miguel.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.