Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Angola: caso "37 ex-militares" defesa denuncia tortura na prisão

Áudio 06:05
Getty Images

Será proferida esta quarta-feira (15/03) a sentença do caso conhecido como dos "37 ex-militares", que na sua maioria estiveram ligados ao braço armado da UNITA - as FALA.Os arguidos foram detidos a 30 de Janeiro de 2016 sob a acusação de associação de malfeitores, posse ilegal de armas e tentativa de atentado contra o Presidente José Eduardo dos Santos.O ministério público pede penas de entre 6 e 8 anos e meio de prisão efectiva para 30 arguidos, a absolvição de 4 dentre eles por insuficiência de provas, enquanto 2 estão a ser julgados à revelia e outro Rafael Tchiama foi dispensado de julgamento por insanidade e alienação mental, devido a tortura e coação psicológica e física de que foi alvo na prisão segundo o advogado Sebastião Assurreira.Sebastião Assurreira denuncia ainda o "esbofeteamento do réu Xavier Fernandes pelo procurador Pedro Paulo Sivi", bem como a tentativa de esfaqueamento de um réu na cadeia Comarca de Viana - o que foi desmentido pelas autoridades prisionais. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.