Acesso ao principal conteúdo
Angola

Angola: UNITA pede uma auditoria ao ficheiro definitivo dos eleitores

A UNITA, principal partido da oposição em Angola, pede que uma auditoria seja feita ao ficheiro definitivo que recebeu a Comissão eleitoral nacional dos eleitores habilitados a votar no escrutínio de 23 de Agosto.

Publicidade

O maior partido da oposição em Angola, a UNITA, continua a defender o cumprimento pela comissão nacional eleitoral (CNE) da lei, realizando uma auditoria independente ao ficheiro do registo eleitoral antes da elaboração dos cadernos eleitorais entre outras obrigações legais.

Para a UNITA, se não forem cumpridos todos os passos legais na organização do processo eleitoral, não haverá garantias de transparência para a realização das próximas eleições gerais de 23 de Agosto.

Entretanto, uma delegação da União Europeia esteve em Angola e manifestou às autoridades angolanas o interesse da União Europeia de observar as próximas eleições angolanas. Todos os partidos políticos da oposição apoiam a iniciativa da União Europeia e de outros observadores internacionais.

De acordo com a lei angolana, os observadores internacionais só podem estar presentes durante as eleições caso sejam convidados pela Presidência da República, pela Comissão nacional eleitoral e pela Assembleia Nacional.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Avelino Miguel.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.