Acesso ao principal conteúdo
Angola

Justiça angolana condena jovens com ligações a terrorismo

Tribunal Provincial de Luanda
Tribunal Provincial de Luanda lusa

A justiça angolana condenou hoje quatro dos seis jovens acusados de terem ligações com o grupo auto-proclamado Estado Islâmico a três anos de prisão, uma sentença considerada injusta pela defesa que anunciou a intençao de interpor recurso.

Publicidade

O Tribunal Provincial de Luanda condenou a penas de três anos de prisão efectiva quatro dos seis muçulmanos acusados de organização terrorista e fidelidade ao grupo extremista auto-proclamado Estado Islâmico.

De acordo com a sentença e além das penas de prisão Angélico da Costa, Joel Paulo, Bruno dos Santos e Lando José, terão ainda de pagar 50.000 kwanzas de taxa de Justiça e 20.000 kwanzas de indemnização.

Os quatro jovens foram condenados por actos preparatórios para crimes de carácter terrorista, uma vez que o tribunal concluiu que podiam ser "perigosos para a sociedade".

Este julgamento teve início no passado 16 de Outubro, em Luanda. Os restantes acusados neste processo estão em prisão preventiva desde Dezembro de 2016 como nos conta o nosso correspondente em Luanda, Avelino Miguel.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.