Acesso ao principal conteúdo
Convidado

ONU: é necessário colocar os “barões do tráfico [humano] na cadeia”

Áudio 06:18
António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas
António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas AFP/Florent Vergnes

À margem da 5ª Cimeira União Africana – União Europeia decorreu, em Abidjan, uma reunião internacional sobre a Líbia. Em cima da mesa a questão da Líbia: como responder à crise de migrantes e como evitar a repetição de imagens da venda de jovens migrantes africanos como escravos.Reunidos estiveram representantes da União Europeia, União Africana, Organização das Nações Unidas, Líbia, Congo, Marrocos, Níger, Chade, França, Alemanha, Itália e Espanha.No final do encontro, Emmanuel Macron, presidente francês, anunciou “operações de evacuação urgentes” para regularizar uma que qualificou de “atroz e inaceitável”. O chefe de Estado gaulês acrescentou, ainda, a criação de uma “task force operacional”, que tem por missão interrogar a curto prazo os “traficantes identificados” e também cortar-lhes o financiamento.A Líbia é, de resto, um assunto que preocupa a Organização das Nações Unidas. Em Abidjan, entrevista à RFI, António Guterres, Secretário-geral das Nações Unidas sublinhou a necessidade de colocar os “barões do tráfico [humano] na cadeia”.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.