Acesso ao principal conteúdo
Angola

Auditoria para avaliar as contas da Sonangol

Foi decidida uma auditoria às contas da Sonangol perante as insistentes alegações de que a antiga dirigente da petrolífera angolana, Isabel dos Santos, teria desviado fundos da companhia, o que a interessada desmente.

Publicidade

A administração da Sociedade Nacional de Combustiveis de Angola (Sonangol) cujo novo presidente é Carlos Saturnino, anunciou hoje uma auditoria para aferir a situação da companhia.

Este anúncio intervém após o afastamento da antiga presidente do conselho de administração da Sonangol, Isabel dos Santos.

Segundo o novo conselho de administração da petrolífera estatal, confirmou-se a existência de uma comissão de inquérito interna à administração de Isabel dos Santos cujo objectivo e averiguar supostas irregularidades atribuídas no seio da administração. Trata-se nomeadamente de desvios de elevadas quantias poucos antes da saída de Isabel dos Santos da administração da Sonangol, com participação à Procuradoria-Geral da República.  

Apos de ter sido exonerada da petrolífera estatal, por decisão do Presidente João Lourenço, Isabel do Santos tem sido alvo de recorrentes notícias sobre alegadas irregularidades durante o seu mandato no seio da administração da Sonangol.

Por seu lado, Isabel dos Santos acusou a actual administração da Sonangol, liderada desde Novembro por Carlos Saturnino de “despedimentos de massa”, nomeadamente por parte de colaboradores que lhe eram próximos.

 

Avelino Miguel, correspondente da RFI em Luanda

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.