Acesso ao principal conteúdo
Angola

Ano de mudanças em Angola

Presidente de Angola, João Lourenço.
Presidente de Angola, João Lourenço. PEDRO PARENTE/LUSA

Angola viveu um ano de 2017 com várias mudanças no executivo e com um feito histórico; o lançamento do primeiro satélite ANGOSAT-1.

Publicidade

Angola registou no ano que termina vários acontecimentos nos domínios político, económico e social.

O país realizou o quarto pleito eleitoral após a independência. José Eduardo dos Santos deixou a Presidência da República depois de mais de trinta anos de governação.

Angola continuou a viver a grave crise económica e financeira e a pobreza extrema assolou os angolanos.

João Lourenço foi eleito Presidente da República, iniciando um novo ciclo na vida política angolana. Melhorar o que está bem e corrigir o que está mal, é o lema de governacão de João Lourenço,que tem como prioridades, o combate à corrupcão, à impunidade e ao relançamento económico do país.

Em 2017, o país contiunou a viver a estagnação económica, degradaram-se as condições sanitárias da população, o desemprego cresceu e multiplicaram-se as reivindicações salariais. O Programa de Diversificação da Economia pouco avançou. A economia não cresceu e a inflação deve atingir a cifra de mais de 20%.

Entretanto, 2017 registou um feito histórico para os angolanos. O lançamento do primeiro satélite de comunicações, o ANGOSAT-1.

Entre as dificuldades do momento e as expectativas em relação ao futuro, os angolanos esperam uma melhor governação do novo executivo do Presidente João Lourenço.

Ouça o Balanço 2017 do nosso correspondente, Avelino Miguel.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.