Acesso ao principal conteúdo
Angola

Angola abre fronteiras para fomentar investimentos

Economia Angola em crise, pelo que Luanda, abre-se a investimentos de 40 países do mundo
Economia Angola em crise, pelo que Luanda, abre-se a investimentos de 40 países do mundo AMPE ROGERIO / AFP

Angola, abre fronteiras a cidadãos de 40 países africanos, asiáticos, da América e da Europa, no quadro da sua política de atracção de investimentos, nomeadamente, no sector do turismo. Até agora Angola é considerado um dos países mais fechados do mundo, pelo que esta política de abertura ao mundo está a ser bem vista. 

Publicidade

Luanda, decidiu abrir as suas fronteiras a cidadãos de quarenta países, para fomentar

o turismo e atrair investimento externo.

Segundo um decreto Presidencial, a partir de 30 de Março deste ano, cidadãos do Zimbabwe.

Botswana, Maurícias,  Seychelles e da Singapura, podem entrar e permanecer em Angola num período ate 30 dias e de 90 por ano sem necessitarem de visto.

Os outros 35 países, sendo 9 de África, 8 da América, 7 da Ásia, 8 da Europa e três da Oceânia, vão ser simplificados os actos migratorios para concessão de vistos para Angola.

Já estão isentos de vistos para entrar em Angola os cidadãos da África do Sul, Namíbia e Moçambique.

Angola é considerada como um dos países mais fechados do mundo e para fazer face à crise económica, precisa atrair investimento privado externo o que obriga, alterar a sua política migratória.

De Luanda, o nosso correspondente, Avelino Miguel.

 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.