Acesso ao principal conteúdo
Angola

Generais angolanos supeitos de participar em rede de burla mundial

Balança da Justiça de olhos vendados, numa altura em que se investiga rede de burla internacional
Balança da Justiça de olhos vendados, numa altura em que se investiga rede de burla internacional DR

A polícia de investigação criminal angolana, desmantelou uma rede de burladores que negociava 50 mil milhões de dólares em nome do Banco Internacional de  Negócios. A rede estava ligada a uma suposta empresa tailandesa e nela  estavam envolvidos 2 angolanos e 5 tailandeses. O processo foi entregue à procuradoria-geral da República, já que haveria envolvimento de generais angolanos.    

Publicidade

A Procuradoria-geral da República já tem em mãos o processo de desmantelamento pela polícia criminal, duma rede criminosa que negociava em nome do Banco Internacional de Negócios, uma operação de financiamento, destinada a projectos em Angola avaliados em 50 mil milhões de dólares.

A rede de burladores estava ligada a uma suposta empresa tailandesa. 7 indivíduos, já foram detidos entre os quais 5 de nacionalidade tailandesa e 2 angolanos.

Os serviços de investigação criminal, anunciaram a imprensa, em Luanda que  o processo dos implicados foi entregue à Procuradoria-geral a República, tendo em conta que entre os acusados envolvidos na rede criminosa estão generais das forças armadas angolanas. 

As transferências ilícitas para o estrangeiro são frequentes na banca angolana. Uma outra rede criminosa foi desmantelada recentemente no maior Banco público, Poupança e Crédito.

De Luanda, o nosso correspondente, Avelino Miguel. 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.