Acesso ao principal conteúdo
Angola

Angola: parlamento chumba CPI à dívida pública

Raúl Danda, vice-presidente da UNITA
Raúl Danda, vice-presidente da UNITA DR

Direcção do parlamento angolano chumba proposta da UNITA para criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito à dívida pública do país, argumentando falta de fundamentação.

Publicidade

A UNITA apresentou a 2 de Março na Assembleia Nacional um requerimento para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito à dívida pública angolana, que disparou desde 2013, quando representava 11% do Orçamento Geral do Estado para 52% em 2017.

No final de 2017 a dívida pública de Angola - exceptuando as empresas públicas - atingiu segundo o Ministério das Finanças 67% do Produto Interno Bruto ou PIB.

Raúl Danda vice-presidente da UNITA denuncia: "mudaram algumas pessoas, mas continuamos com o mesmíssimo regime do Presidente Eduardo dos Santos"

...o Orçamento Geral do Estado que o MPLA aprovou para o ano de 2018, contempla mais de metade das receitas para o pagamento da dívida...a UNITA quer saber qual é o montante dessa dívida, qual o peso dessa dívida, quem são os nossos credores, como é que essa dívida foi contraída, etc, etc...e quem quer transparência como o Presidente João Lourenço, simplesmente abre as portas e deixa que os deputados, os angolanos vejam". 

Raúl Danda estabelece ainda uma comparação comMoçambique e as chamadas "dívidas ocultas" contraídas durante a presidência de Armando Guebuza orçadas em mais de dois mil milhões de dólares, afirmando que devido à opacidade nas contas "qualquer dia acordamos com uma situação igual ou pior do que a de Moçambique".

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.