Acesso ao principal conteúdo
Angola

Angola: Fernando Miala promovido por João Lourenço

João Lourenço, Presidente de Angola.
João Lourenço, Presidente de Angola. AMPE ROGERIO / AFP

O Presidente angolano, João Lourenço, exonerou o comissário Eduardo Octávio do cargo de Chefe do Serviço de Inteligência e Segurança do Estado, nomeando para o seu lugar o general Fernando Miala, preso durante a presidência de José Eduardo dos Santos.

Publicidade

A informação consta de uma nota da Casa Civil do Presidente da República, consultada hoje pela RFI, em Luanda, a nota, acrescenta, "depois de ouvido o Conselho de Segurança Nacional", que se reuniu a 09 de Março.

Na mesma reunião, Fernando Garcia Miala tinha já sido promovido a general por João Lourenço.

Durante a presidência de José Eduardo dos Santos, a 20 de setembro de 2007, Fernando Garcia Miala, antigo diretor dos Serviços de Inteligência Externa de Angola, chegou a ser condenado a quatro anos de prisão efectiva pelo Supremo Tribunal Militar (STM), pelo crime de insubordinação, tendo cumprido a pena.

Para o jornalista Rafael Marques "a nomeação do General Miala é preocupante visto que se trata de um homem que trabalhou no regime de José Eduardo dos Santos e este o acusou de crimes contra a segurança do Estado, e tendo crumprido uma pena de 4 anos".

Os arguidos foram acusados de prática de crime de insubordinação, por não terem comparecido numa cerimónia de desgraduação no Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas.

Miala foi igualmente acusado de interferir nas missões da escolta do chefe de Estado, de realizar escutas não autorizadas, além do furto de aparelhos de escuta, e de se envolver em relações alegadamente "promíscuas" com membros da Comunicação Social, mas estes crimes não ficaram provados em tribunal.

Ouça a entrevista do Almirante "Miau" André Mendes de Carvalho, número dois da coligação CASA-CE, que se mostrou satisfeito com o regresso do general Fernando Garcia Miala.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.