Acesso ao principal conteúdo
Angola/Luanda

Enfermeiros de Luanda suspendem greve

Enfermeiros de Luanda suspendem greve
Enfermeiros de Luanda suspendem greve REUTERS/Michaela Rehle

Os enfermeiros de Luanda afectos ao governo provincial suspenderam ontem a greve, após nove horas de negociações e a obtenção de 90% das suas reivindicações.

Publicidade

O Sindicato dos Técnicos de Enfermagem de Luanda -SINTENFL - decretou segunda-feira (11/06) uma greve por tempo indeterminado, até que o Governo Provincial de Luanda cedesse nos 12 pontos das suas reivindicações, que datam de 2012 e que após acordo levaram à suspensão da greve em Julho de 2017.

A comissão negocial dos trabalhadores e a entidade empregadora estiveram reunidos esta quarta-feira (13/06) durante nove horas e foram obtidos consensos em relação a 90% das reivindicações e sobretudo nos "três pontos mais candentes" como refere António Afonso Kileba, secretário-geral do SINTENFL.

António Afonso Kiileba, secretário-geral SINTENFL

1 - os enfermeiros que aumentaram o seu nível académico e profissional, poderão ter a prioridade nos próximos concursos públicos internos no sector da saúde

2 - o pagamento dos restantes oito meses de retroactivos, uma vez que dois foram já pagos

3 - a promoção de categorias mal haja disponibilidade de quota financeira o SINTENFL poderá ser chamado a participar no processo.

Foi criada uma comissão com membros de ambas as partes, que se reúne a partir de amanhã (15/06) para a agilização efectiva dos consensos obtidos.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.