Acesso ao principal conteúdo
CPLP / FAO

FAO quer direito à alimentação nas constituições da CPLP

FAO quer direito à alimentação nas constituições da CPLP
FAO quer direito à alimentação nas constituições da CPLP REUTERS/Siegfried Modola

A Organização da Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura quer um maior compromisso dos chefes de Estado da CPLP no que diz respeito à segurança alimentar e o direito à alimentação consagrado nas constituições dos países da lusofonia.

Publicidade

A vice-directora-geral da FAO, a cabo-verdiana Helena Semedo, defende que a declaração final da cimeira da comunidade lusófona, a decorrer em Santa Maria, na ilha do Sal, deve mostrar um maior compromisso político para que a segurança alimentar seja vista ao mais alto nível, “que seja uma preocupação dos presidentes e primeiros-ministros, não apensas dos ministros da Agricultura e que o direito à alimentação seja um direito consagrado nas constituições”.

Helena Semedo acrescenta que há necessidade de uma “acção imediata, rápida e eficaz”. A vice-directora-geral da FAO participa na XII Cimeira de chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Países Lusófonos que termina esta quarta-feira em Santa Maria, ilha do Sal, Cabo Verde.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.