Acesso ao principal conteúdo
CPLP

CPLP: Abertas perspectivas de mobilidade a curto prazo

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República de Portugal
Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República de Portugal TIAGO PETINGA / LUSA

Marcelo Rebelo de Sousa, presidente de Portugal, mostrou-se satisfeito com os ganhos da XII Cimeira de Chefes de Estado e Governo da CPLP.

Publicidade

Terminou ontem ao fim do dia a XII Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, que decorreu a ilha do Sal, Cabo Verde. No final do encontro, Marcelo Rebelo de Sousa, presidente de Portugal, mostrou-se satisfeito com os ganhos da cimeira e sublinhou que as pessoas vão sentir as novas portas abertas da CPLP.

“Para os cidadãos sai muitíssimo porque se abre uma perspectiva a curto prazo em termos de mobilidade, isso é muitíssimo porque eles querem circular. Para os cidadãos que estã

o empenhados nos negócios, na economia, nas finanças sai muitíssimo porque se abrem pistas importantes nesse domínio. Para aqueles que estão no domínio da criação cultural, vai-se mais longe, como nunca se foi. Para aqueles que apostam no futuro, por exemplo, dos oceanos, na economia azul, abrem-se pistas como não se tinham aberto em cimeiras anteriores. Portanto, se percorrermos domínio a domínio, temos a certeza de que nos próximos dois anos, na vida das pessoas que querem circular, vistos, autorizações de residência, desenvolver negócios, desenvolver negócios em novas áreas, há hoje uma perspectiva de abertura do espaço económico, financeiro e social que não havia no passado”.

A XII Cimeira de Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa, decorreu a 17 e 18 a ilha do Sal, Cabo Verde. No encontro, Cabo Verde assumiu a presidência rotativa da organização, por um período de dois anos, com o lema "Cultura, Pessoas e Oceanos".

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.