Acesso ao principal conteúdo
ANGOLA/RDC/SADC

SADC: Presidente angolano felicitou Kabila

Presidente da República de Angola, João Lourenço
Presidente da República de Angola, João Lourenço TIAGO PETINGA/LUSA

Na Namíbia decorre até amanhã na capital a cimeira da SADC, Comunidade económica para o desenvolvimento da África Austral. O presidente angolano João Lourenço, exprimindo-se sobre a RDC, felicitou o seu presidente cessante por ter cumprido os preceitos constitucionais e não se ter voltado a candidatar a um novo mandato.

Publicidade

Angola passou a presidência do órgão de defesa e segurança para a Zâmbia e obteve o reconhecimento da data da Batalha do Cuito Cuanavale, 23 de Março, como dia da libertação da região.

João Lourenço referiu-se às situações políticas que geram preocupação na região citando o Lesoto, Madagáscar, Zimbabué, Moçambique (o terrorismo no norte) e a República Democrática do Congo.

Joseph Kabila designou na semana passada um candidato do seu partido para as eleições agendadas para Dezembro.

O presidente cessante do antigo Zaire cumpriu a sua promessa respeitando a constituição ao não se voltar a candidadar a um novo mandato.

Facto pelo qual se regozijou João Lourenço, apontando o dedo à instabilidade vigente no leste daquele país vizinho, do qual afluem refugiados a território angolano, nomeadamente à Lunda norte.

Ao proferir o seu discurso de despedida dos seus homólogos da região Joseph Kabila brincou dizendo "Será que são vocês que vão ter saudades minhas ou serei eu a ter saudades vossas" ?

Kabila preferiu dizer "até breve" aos seus pares e não "adeus" nesta alocução em Windhoek, após 17 anos na presidência da RDC.

Joseph Kabila, presidente da RDC, proferiu hoje, na Cimeira da SADC, na capital namibiana, o seu discurso de despedida, após 17 anos na presidência do seu país.

Ele brincou, na sua alocução, perguntando se alguém teria saudades da sua pessoa ou se ele haveria de sentir saudades dos seus homólogos, e preferiu dizer-lhes “até breve” e não “adeus”, lembrando a longa trajectória do antigo Zaire na comunidade da África austral.

“Há 20 anos, fui membro da  primeiríssima delegação da Republica Democratica do Congo, que assistiu a uma cimeira da Sadc. Sim, foi há vinte anos ! …Nós… vós…viemos juntar-nos à família Sadc.  E foi uma bela viagem ! Foi longa, difícil , foi um desafio… mas ao longo de toda essa difícil viagem, nós, vós, toda a região…estivestes sempre ao lado da RDC. .

Aquilo que recusámos, nos últimos 2 anos,  foi todo e qualquer tipo de ingerência. Nenhuma imposição, nem nenhuma chantagem, no que diz respeito  ao processo eleitoral. E continuaremos vigilantes quanto a isso.

Bom,  eu detesto  discursos de despedida, e por isso, em vez de dizer “Adeus”,  prefiro dizer “Até à próxima”.  

Com a colaboração de Sonia Rolley em Windhoek.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.