Acesso ao principal conteúdo
Angola

Visita positiva à Alemanha do Presidente de Angola

Presidente angolano, João Lourenço e a chanceler alemã Angela Merkel na conferência de imprensa de 22 de agosto de 2018.
Presidente angolano, João Lourenço e a chanceler alemã Angela Merkel na conferência de imprensa de 22 de agosto de 2018. REUTERS/Hannibal Hanschke

O Presidente angolano, João Lourenço, concluiu hoje a sua visita oficial de 2 dias à Alemanha, marcada pelo relançamento da cooperação entre os dois países em vários domínios, desde a economia e finanças até ao sector militar.

Publicidade

"A visita foi positiva. As conversações foram boas e o novo Presidente de Angola, deu a ideia de que realmente os tempos mudaram e algo mudou em Angola", é assim que Domingos Luvumbo, economista angolano, residente, em Munique, resume os 2 dias da visita oficial do Presidente João Lourenço à Alemanha.

O presidente angolano teve o cuidado de afirmar, à imprensa, em Berlim, quando passa um ano desde que foi eleito, que, "nos 11 meses que está em funções foi feito mais do que era esperado".

Aliás, "a própria chefe do governo da República federal da Alemanha, felicitou, dizendo que o novo executivo angolano, liderado pelo senhor João Lourenço, está num bom caminho Presidente", disse à RFI, o economista angolano.

Durante 2 dias, o chefe do Estado de Angola, João Lourenço, dirigiu uma importante delegação angolana, entre ministros e empresários, nesta sua primeira visita oficial à Alemanha e que fica marcada pelo relançamento da cooperação entre os 2 países.

Esta cooperação é múltipla e a  Alemanha vai apoiar Angola em vários sectores económico, financeiro, agrícola, formação profissional e até militar.

No sector empresarial, de realçar o Forum económico Angola/Alemanha, com os empresários alemães apostados e confiantes em investir em terras angolanas.

O economista angolano, Domingos Luvumbo, conselheiro da Fundação Hanns Seidel, próxima da CSU, na Baviera, participou nos trabalhos do Forum económico e faz-nos aqui um balanço desta visita do presidente angolano.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.