Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Salvador Freire: "Burla Tailandesa revelou a vulnerabilidade do Estado Angolano"

Áudio 07:57
A tentativa de burla ao Estado angolano eleva-se a 50 mil milhões de Dólares.
A tentativa de burla ao Estado angolano eleva-se a 50 mil milhões de Dólares. CC0 PIxabay/geralt

Em Angola, o caso "burla tailandesa", o esquema revelado em 2017 em que supostos investidores tailandeses, com alegadas cumplicidades internas, tentaram burlar o Estado angolano no valor de 50 mil milhões de Dólares conheceu um novo episódio ontem.O Tribunal Supremo decidiu aplicar a prisão preventiva a oito arguidos deste caso dos quais constam 4 cidadãos tailandeses, um canadiano, um eritreu e dois angolanos. A dois outros arguidos igualmente angolanos, Norberto Garcia, antigo secretário para a informação do MPLA no poder, e José Arsénio Manuel, general das Forças Armadas, foi aplicado o regime de prisão domiciliária, sendo que, por outro lado, a justiça ilibou Geraldo Sachipengo Nunda, general e antigo Chefe de Estado Maior das Forças Armadas Angolanas.Ao saudar a decisão da justiça do seu país, o advogado angolano Salvador Freire, presidente da associação "Mãos Livres", considera que esta tentativa de burla demonstra sobretudo as fragilidades patentes no aparelho de Estado angolano.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.